Novartis divulga estudo que reforça eficácia de Gilenya ao longo de sete anos no tratamento da Esclerose Múltipla, por meio do critério NEDA-4