Pessoas com esclerose múltipla podem ter níveis mais baixos de nutrientes essenciais